O agronegócio tem que ter uma posição mais radical e clara sobre a Amazônia e repudiar abertamente o desmatamento no Brasil. A posição foi empunhada pelo ex-ministro e produtor rural Luís Fernando Cirne Lima, ao falar em nome dos homenageados da primeira edição da Medalha Paulo Brossard, mérito concedido pela Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac) a seis personalidades do setor primário. Além de Cirne Lima, também receberam a distinção o secretário da Agricultura, Covatti Filho; o prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal; o advogado e diretor jurídico da Farsul, Nestor Hein; o deputado Frederico Antunes, e o superintendente estadual do Banco do Brasil, Edson Bündchen.

Emocionado pela adesão ao evento realizado na tarde de quinta-feira (29/08) com casa cheia na nova sede da Febrac, o presidente da federação, Leonardo Lamachia, pontuou que a Expointer transcendeu os limites do campo, pois se tornou patrimônio do Rio Grande do Sul. Sobre a medalha, agradeceu à família de Paulo Brossard pela sensibilidade em permitir a homenagem a esse que foi um grande jurista, intelectual e criador da raça Shorthorn. Também citou o trabalho destacado realizado pelo artista plástico Sérgio Coirolo na confecção da medalha que reproduz a face de Brossard. Para falar sobre o jurista que dá nome ao mérito, o premiado Nestor Hein lembrou de causos passados e da simplicidade e brilhantismo com que tratava os diferentes temas ligados ao campo.

No alto de seus 86 anos, Cirne Lima pontuou que o Brasil vem sendo “atacado por todos os lados” em função de questões ambientais. “É preciso ir contra o desmatamento da Amazônia por razões sociais, políticas e ecológicas de toda natureza, e por uma razão muito objetiva: o agronegócio não precisa da Amazônia para crescer”, salientou, reforçando o acerto da Febrac em dar o nome do jurista, que foi um exemplo de luta pelo estado democrático de direito, à premiação. O Brasil, seguiu ele, tem 8,5 milhões de km quadrados, cerca de 850 milhões de hectares, e menos de 10% dessa área é utilizada pelo agronegócio.

Os agraciados com a Medalha Paulo Brossard:

Luís Fernando Cirne Lima

Luís Antônio Covatti Filho

Nestor Hein

Federico Antunes

Edson Bündchen

Leonardo Pascoal

Febrac na Expointer – A Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça foi fundada em 7 de outubro de 2002 e tem como proposta promover a defesa legítima dos direitos, interesses e aspirações da classe dos criadores de animais de raça. Nesta Expointer, a Febrac conta com apoio do Badesul.

Compartilhe: